Destaques

Últimas Notícias

POLÍTICO VAI SE APOSENTAR PELO INSS? REFORMA DE BOLSONARO PROMETE IGUALAR REGRAS

Terça, 19 Fevereiro 2019

Proposta a ser enviada ao Congresso na quarta-feira promete equiparar regime previdenciário de novos ocupantes de cargos eletivos ao dos trabalhadores comuns

LOTE DO PIS DE ATÉ R$ 998 COMEÇA A SER PAGO PELA CAIXA NESTA TERÇA-FEIRA

Terça, 19 Fevereiro 2019

Recurso é para os trabalhadores nascidos entre março e abril; no total, serão disponíveis mais de R$ 2,7 bilhões, para 3,7 milhões de pessoas

A BATALHA EM TORNO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA DEVE COMEÇAR NESTA SEMANA

Terça, 19 Fevereiro 2019

O governo deve encaminhar ao Congresso, quarta-feira (20), sua proposta de reforma da Previdência. No mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve fazer pronunciamento à Nação sobre o tema.

A PREVI É DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL

Terça, 19 Fevereiro 2019

Nota da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Banco do Brasil

Buscar Notícias

Newsletter

Receba notícias importantes em seu e-mail.

Temos 124 visitantes e Nenhum membro online

Trabalhadores do sexo masculino fecharam o ano com remuneração média de R$ 3.181, enquanto mulheres ganharam R$ 2.708

Na comparação com o salário médio dos homens, em 2017, as mulheres encerraram o ano ganhando 17,46% a menos que os trabalhadores do sexo masculino, revelam os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho, divulgados na sexta-feira (28). A discrepância salarial acompanhada da divisão de gênero reflete um conjunto de práticas culturais, segundo o diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio.

Em entrevista à jornalista Marilu Cabañas, da Rádio Brasil Atual, o diretor técnico destacou que em muitas gestões é comum que as práticas salariais adotadas para as mulheres sejam menores, apresente desvantagens na permanência dentro do mercado de trabalho, restrinja sua participação em ocupação de baixa remuneração e relativize a cultura do trabalho duplo e de cuidados.

"Isso as afastam destas condições de igualdade de presença no mercado de trabalho e essa desigualdade acaba conferindo a elas a desigualdade salarial", avalia Clemente sobre o levantamento, que indica o fechamento do salário dos homens em R$ 3.181, enquanto o das mulheres em R$ 2.708, 85,1% da remuneração masculina.

Para ele, a lenta variação positiva que o Brasil vem apresentando, com um crescimento de 1,8% no salário das mulheres na comparação com 2016, passa pela criação de condições objetivas, culturais e que permitam a ascensão da força feminina no mercado de trabalho. (Fonte: Rede Brasil)