Destaques

Últimas Notícias

ENCONTRO ENTRE CONTEC E REPRESENTANTES DO ITAU-UNIBANCO - EM PAUTA PLANO DE SAÚDE

Terça, 19 Março 2019

Na ultima sexta feira, representantes da CONTEC  com representantes do Banco Itaú, onde a Federação dos Bancários do Paraná e seus sindicatos filiados esteve representada pelos Diretores do Sindicato dos Bancários de Ponta Grossa

POBRE QUE TRABALHA DESDE CEDO CONTRIBUIRÁ 11 ANOS A MAIS PARA SE APOSENTAR

Terça, 19 Março 2019

 

Os brasileiros pobres geralmente começam a trabalhar mais cedo e, com a reforma da Previdência, terão de contribuir muito mais anos ao INSS do que o mínimo necessário para ter o direito de se aposentar.

COE CONTEC REÚNE-SE COM BRADESCO EM SP NESTA QUINTA

Terça, 19 Março 2019

A COE (Comissão Específica de Funcionários do Bradesco) da Contec reúne-se nesta quinta-feira, dia 21, em São Paulo, para discutir vários assuntos de interesse dos empregados do Bradesco.

PRÉVIA DO PIB REGISTRA QUEDA DE 0,41% EM JANEIRO

Terça, 19 Março 2019

O índice de atividade calculado pelo BC passou de 138,76 pontos para 138,19 pontos na série dessazonalizada, o menor patamar com ajuste desde outubro de 2018 (Fabrício de Castro)

Buscar Notícias

Newsletter

Receba notícias importantes em seu e-mail.

Temos 126 visitantes e Nenhum membro online

O CMN (Conselho Monetário Nacional) decidiu nesta segunda-feira (29) que os bancos poderão reduzir o limite do cartão de crédito dos seus clientes antes de 30 dias de prazo, que era a regra em vigor até agora.

Isso poderá ser feito nos casos em que o perfil de risco de crédito do cliente piorar rapidamente. Até agora, as instituições financeiras tinham que avisar todos os correntistas, independentemente do perfil de crédito, que reduziriam o limite do cartão e esperar 30 dias para efetuar essa ação.

"Com a mudança, o limite poderá ser reduzido mais rapidamente, em caráter excepcional, nos casos de deterioração do perfil de risco de crédito do cliente", afirmou o Banco Central. "Ao tornar mais eficiente o processo de gerenciamento de risco das instituições financeiras, há benefício para o usuário do sistema financeiro".

O BC afirmou que a expectativa é que a medida possa ajudar a reduzir o spread (diferença entre o que os bancos cobram para captar recursos e o que cobram na ponta).

"Essa medida permitirá uma gestão de risco mais apurada pelos bancos, o que evitará um eventual aumento de spread por essa razão", afirmou João André Pereira, chefe do departamento de regulação do Sistema Financeiro do Banco Central. (Fonte: Bem Paraná)