Um novo golpe do FGTS no WhatsApp já fez 360 mil vítimas em apenas dois dias. Os usuários recebem um link que promete exibir a consulta de saldo no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, e logo depois de ser acessado, acaba coletando dados dos usuários.

Como funciona o golpe do FGTS no WhatsApp
A empresa especialista em segurança digital PSafe explica como funciona o golpe do FGTS: A vítima recebe uma mensagem com um link no WhatsApp, que promete ao usuário se está apto a receber R$ 1,7 mil do FGTS.

A mensagem é a seguinte:

“Você trabalhou com carteira assinada no período entre 1998 a 2016? Se SIM, você pode está apto a receber retroativo de até 2 salários mínimos. Verifique seu nome na lista para sacar até R$1.760,00 em uma agência da CAIXA mais próxima. Lista Completa no link abaixo http://sinemprego.com/fgts/”.

Após isso, a página faz algumas perguntas sobre tempo de trabalho. Independente das respostas, o usuário é encaminhado para uma nova página, que convida a pessoa para se cadastrar em um serviço de SMS pago de conteúdo adulto, ou para baixar aplicativos falsos, que podem infectar o smartphone com vírus, além de deixar o usuário vulnerável a outros tipos de crimes virtuais.

O pior de tudo é que este tipo de golpe se espalha com uma velocidade incrível. Isso porque antes de ser encaminhado para a última página, a página falsa orienta que o usuário compartilhe o link com outros 10 contatos no WhatsApp.

Como se prevenir do golpe do FGTS?

A PSafe destaca que o ataque ainda conta com comentários de falsos usuários elogiando a campanha. Caso o usuário tenha caído no golpe, a companhia orienta entrar em contato com operadora e cancelar serviço de SMS pago.

Segundo o Gerente de Segurança da PSafe, Emilio Simoni, é importante sempre consultar as páginas oficiais de empresas, para saber se a notícia é verdadeira.

“O USUÁRIO DEVE ESTAR ATENTO A QUALQUER TIPO DE PROMOÇÕES EXAGERADAS QUE CHEGAM POR MENSAGENS, CHECANDO SEMPRE SE A PROMOÇÃO É REAL AO ENTRAR EM CONTATO DIRETAMENTE COM A EMPRESA OU ÓRGÃO DO GOVERNO. ALÉM DISSO, É IMPRESCINDÍVEL QUE TENHA INSTALADO UM SOFTWARE DE SEGURANÇA.”

A Caixa Econômica Federal esclarece que não envia e-mail ou mensagens via WhatsApp sobre o saque de valores do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A Caixa orienta os trabalhadores a encontrar informações seguras e atualizadas no site do banco e por meio do 0800-726-0207, ou pelo App FGTS CAIXA. (Fonte: MixVale)

0
0
0
s2sdefault